...
PUBLICIDADE
04/01/2016

Amanda de Godoi deixa timidez de lado para "Malhação"

  
Amanda de Godoi se acostumou a fazer testes para interpretar meninas doces Isabel Almeida/CZN

As feições delicadas de Amanda de Godoi lhe dão o physique du rôle ideal para interpretar meninas doces. Tanto que ela se acostumou a fazer testes justamente para esse tipo de papel. Até que o processo de seleção para a atual temporada de ""Malhação"" trouxe uma situação completamente nova. Em um primeiro momento, a atriz foi chamada para participar de um teste para a personagem Luciana, a mocinha da trama. Alguns dias depois, recebeu um e-mail da produção avisando que não havia passado – no final, Marina Moschen acabou conquistando o papel. ""Fiquei muito chateada porque eu tinha sentido que tinha chegado a minha hora"", desabafa. Mas, no dia seguinte, inesperadamente, chegou outro e-mail que a convidava para um novo teste. Desta vez, para uma personagem completamente diferente, o extremo oposto da primeira, a espevitada Nanda. ""Vi que tinha de me jogar de cabeça porque era minha última chance. E deu tudo certo"", comemora.
Na história, Nanda é a típica garota popular do colégio. Segura de si, esbanja uma sensualidade natural. Característica que Amanda precisou trabalhar para construir, uma vez que é tímida e faz o estilo despojado. ""Quando conheci a personagem, vi que ela era muito mais segura e forte que eu. Mesmo sendo mais nova, é mais mulher que eu"", compara a atriz de 22 anos, que interpreta uma jovem de 19. Para entender um pouco a personalidade do papel, Amanda mergulhou nos livros de psicanálise, leitura que tem o hábito de fazer. Além disso, visitou alguns colégios estaduais para entender o universo em que Nanda está inserida. ""Foi muito legal estudar sobre a educação do Brasil, que é um assunto em pauta, já que estamos em um processo de "perda total" e muitos adolescentes querem sair da escola para trabalhar. A Nanda passou por isso, mas desistiu e voltou a estudar"", diz.
Mas foi em um restaurante, durante uma refeição em família, que Amanda teve um clique para a composição de sua personagem. Ao se deparar com uma menina toda espevitada na fila, resolveu observar. ""Ela olhava para os lados para conferir quem estava olhando para ela. Vi naquela menina uma mulher que quer ser mulher, mas ainda não é tudo o que quer passar. Tenho ela na minha cabeça até hoje"", assume.

Mudança

O workshop oferecido pela Globo também foi importante. Ao lado do elenco, Amanda teve a oportunidade de conhecer o método de interpretação do argentino Eduardo Milewicz. ""A gente trabalhou a objetividade e aquela coisa de tirar as máscaras e se entregar ao processo, ao personagem, à obra e, principalmente, saber ouvir o outro"", explica.    
Natural de Belo Horizonte, Amanda se mudou para o Rio de Janeiro aos 19 anos para se dedicar à atuação. Na busca por testes, participou de alguns para ""Dupla Identidade"", ""A Regra do Jogo"", entre outros. Antes de ""Malhação"", fez pequenas participações em ""Em Família"" e ""Dois Irmãos”, série dirigida por Luiz Fernando Carvalho que deve estrear em 2016. ""Foi maravilhoso trabalhar com o Luiz Fernando. É outra pegada, outra linguagem. Acho que ele mostra a identidade na fotografia e nos planos"", salienta ela, que também estuda cinema. (Luana Borges/TV Press)

 COMENTÁRIOS