...
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Ana Carolina Monari 10/02/2017

Expedição mostra as belezas da Marambaia

Evento começa hoje e segue até domingo, com observação de aves e bate-papo sobre ecoturismo

PUBLICIDADE
Paulo Guerra

Situada na divisa dos municípios de Jaú, Itapuí e Bariri, a região da Marambaia apresenta, além de beleza, uma rica avifauna. Com o objetivo de conhecer os encantos dessa área, um grupo formado por 20 biólogos, ornitólogos, jornalistas e professores realizam de hoje até domingo uma expedição. Os passeios, no entanto, são abertos ao público, que poderá fotografar e observar as aves e todas as belezas que a Marambaia pode proporcionar. 
A região é formada pela foz do Rio Jaú no Rio Tietê, na altura do remanso da usina hidrelétrica de Bariri. O professor Paulo Guerra, 48 anos, é um dos organizadores do evento, cuja ideia partiu da bióloga Martha Argel, 56 anos. 
Ele cita que o local apresenta avifauna riquíssima, que inclui aves características do Pantanal, como o tuiuiú, cabeça-seca e anhuma. “Observadores de aves da região já registraram 204 espécies no local. Há o potencial de que seja um ponto importante de parada de aves migratórias”, salienta. 
O professor comenta que há tempos que os observadores de aves de Jaú fazem campanha de preservação da Marambaia, uma vez que o local é importante para preservação, bem como para lazer e turismo sustentável. 
“O evento, na verdade, fará um passeio e chamará atenção sobre o local, que, por suas características peculiares (rio, córregos, brejos, áreas de várzea, mata ciliar e mata de encosta) apresenta um número extraordinário de espécies animais. Muitas se reproduzem, se alimentam, dormem e não residem. Um verdadeiro santuário que deveria ser protegido, reverenciado e cuidado”, ressalta Guerra. 
Guto Carvalho contou à Martha sobre a Marambaia e, por meio disso, eles contataram Guerra, que luta há anos pela preservação do local, que é considerado um mini pantanal. A bióloga explica que a área tem potencial turístico e pode ser uma fonte de renda para a região. 
A expedição busca dar visibilidade ao espaço e chamar atenção sobre a necessidade de proteger a Marambaia, além de criar fomento para seu desenvolvimento turístico-sustentável. 

Espécies 

Martha ressalta que a região é parecida com a área de remanso da represa de Barra Bonita, situada próxima a Piracicaba. “Naquela localidade foram descobertas espécies interessantíssimas, há espaços para comer e barqueiros. Formou-se um polo de ecoturismo”, afirma. O intuito é que a Marambaia também possa ser futuramente um polo. 
Outro aspecto é chamar a atenção dos observadores de aves de Jaú e região, tanto é que a expedição é aberta e pode ser acompanhada por qualquer pessoa. 
Como há pessoas de outras cidades (São Paulo, por exemplo), a Fazenda Salto de São Pedro servirá para acomodá-los e não há vagas disponíveis para pernoite. Para quem quiser acompanhar o grupo, basta encontrá-los nas proximidades da propriedade, situada na estrada vicinal do bairro Marambaia, e seguir o passeio.

Galeria de imagens:(Clique para ampliar)

 COMENTÁRIOS