...
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
14/09/2017

Corinthians cai de rendimento e terá de decidir na Argentina

PUBLICIDADE
Equipe alvinegra precisará vencer no jogo de volta Divulgação

Com atuações inversas no primeiro e no segundo tempo, Corinthians e Racing empataram em 1 a 1 nesta quarta-feira (13), no Itaquerão.
O time alvinegro começou melhor, dominou a primeira etapa e saiu na frente, mas caiu de produção na segunda, não segurou a vantagem e acabou levando o empate no jogo de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana.
Com o resultado, o Corinthians precisará de vitória na volta, na próxima quarta, em Avellaneda, para avançar para a próxima fase da competição. O empate só servirá se o clube paulista marcar dois gols ou mais na Argentina. Novo 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis.
Como prometido pelo técnico Fábio Carille, o time não mudou seu estilo de jogo mesmo após sofrer pela primeira vez na temporada duas derrotas seguidas – 1 a 0 para o Atlético-GO e 2 a 0 para o Santos, nas duas últimas rodadas do Brasileiro.
Contra um Racing muito recuado, o Corinthians não teve dificuldade para controlar a partida e, avançando pelas laterais, criava a maioria das chances de gol – segundo o Footstats, foram sete finalizações dos corintianos contra três dos visitantes.
O gol não demorou a sair. O volante Marciel, que voltou a atuar improvisado na lateral esquerda no lugar de Guilherme Arana, lesionado, fez boa jogada pela esquerda e tocou para trás para Maycon, que bateu fraco no canto esquerdo do goleiro argentino Musso, do Racing, aos 29 minutos, para abrir o placar.
No segundo tempo, no entanto, a situação se inverteu. O time argentino cresceu e passou a ameaçar cada vez mais o gol de Cássio. Pressionado, o Corinthians não conseguia encaixar contra-ataques e pouco ameaçou.
O Racing chegou ao gol de empate também aos 29 minutos. Lisandro López chutou forte de fora da área e Cássio espalmou para a esquerda. A bola caiu nos pés do atacante Triverio, que, livre, só tocou para o fundo do gol. (FOLHAPRESS)

 COMENTÁRIOS