...
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
João Guilherme D"Arcadia 13/03/2018

Declaração inclui mais dados de bens

Contribuinte detalhará matrícula de imóvel e Renavan dos automóveis; prazo termina no dia 30 de abril

  
Recomendação é que contribuinte não deixe de fazer a declaração de última hora Laura Agostinho

A Receita Federal espera receber 21,6 mil declarações do Imposto de Renda de contribuintes de Jaú neste ano. O número é pouco maior que a quantidade de documentos emitidos dentro do prazo no ano passado – 21,2 mil cidadãos prestaram contas ao Leão.

Quem recebeu mais de R$ 28,5 mil em 2017 deve declarar os rendimentos, os bens e as despesas até o dia 30 de abril. O programa para informe dos dados já está disponível no site do Fisco (www.receita.fazenda.gov.br).

O diretor da regional de Jaú do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis no Estado de São Paulo (Sescon-SP), José Luiz Zugliani Júnior, lembra que neste ano há algumas mudanças importantes.

A primeira delas se refere aos dependentes: será obrigatório informar o CPF de filhos que têm 8 anos ou mais. A partir de 2019, o CPF será uma obrigação para dependentes de qualquer idade.

Outra alteração está no campo dos bens. Ao declarar o valor contido nas contas bancárias em 31 de dezembro de 2017, os contribuintes precisarão informar o CNPJ da instituição bancária.

Ao discriminar os bens imóveis, será necessário detalhar registros de inscrição na Prefeitura e no cartório de imóveis. Normalmente, estes dados estão no carnê do IPTU e na escritura da casa. Ao mencionar os veículos, será preciso incluir o Renavam.

Caso o contribuinte envie a declaração sem esse detalhamento, a transmissão será efetuada mesmo assim. A partir de 2019, a informação será obrigatória.

Doação

Zugliani Júnior reforça que o ideal é que a pessoa não deixe a declaração para última hora para evitar erros. Ele lembra que nem todas as despesas com saúde podem ser utilizadas nas deduções – farmácias, óticas e cuidados com animais domésticos, por exemplo, não entram. “São aceitos gastos com médicos, dentistas, fisioterapeutas, psicólogos, fonoaudiólogos e terapeutas ocupacionais”, afirma.

Quem faz a declaração completa – o próprio sistema indica a melhor opção – pode doar 3% do imposto devido para o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA). O recurso é distribuído entre entidades assistenciais de Jaú.

Amanhã (14 de março), o Sescon promove palestra sobre o Imposto de Renda, com o auditor fiscal da Receita em Limeira, Valter Koppe. O evento será das 15h às 17h, no Sindicato do Comércio Varejista (Sincomercio), na Rua Rolando D’Amico, 381, Vila Assis. O ingresso solidário é a doação de um pacote de papel higiênico, sabonete ou sabão em pó.

Galeria de imagens:(Clique para ampliar)

 COMENTÁRIOS