...
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
13/06/2018

Restos de couro são descartados

  
Material usado para fabricação de calçado é descartado irregularmente Laura Agostinho

Caminhão-pipa foi até área próxima à estação de transbordo de Jaú, situada na Rodovia Engenheiro Paulo Nilo Romano (SP-225), para conter fumaça que exalava de lixo acumulado no espaço. A reportagem voltou ao local e observou que a fumaça diminuiu, mas ainda não se dissipou.
O Comércio noticiou ontem que catador de reciclável informou que o entulho está queimando desde o dia 20 de maio, quando Toyota Corolla que havia sido furtado foi encontrado incendiado próximo ao depósito de lixo. O secretário de Meio Ambiente de Jaú, Eduardo Abussamra, afirmou que não tinha conhecimento da situação e que mandaria o caminhão na tentativa de resolver o problema.
Além da queima do lixo, prática considerada crime pela Lei de Crimes Ambientais (nº 9.605 de 1998), próximo da área de transbordo, do outro lado da rodovia, é possível localizar material descartado irregularmente. No local havia pneus, caixas de madeiras e restos de tecidos utilizados para fabricação de calçados. Em algumas áreas, lixo e vegetação estavam queimados. (EC)

 COMENTÁRIOS