...
PUBLICIDADE
ESTELA CAPRA 09/08/2018

Menor é apreendido após esfaquear pai

Caso corresponde à 4ª ocorrência no Município envolvendo morte a facadas

  

Adolescente de 16 anos foi detido na madrugada de ontem por policiais militares acusado de golpear de seis a sete vezes o pai, Nilton Carlos Pereira, 47 anos, com uma faca. A apreensão foi feita na residência da família no Jardim Orlando Ometto 2, em Jaú, por volta da 1h16. O menor foi levado para a Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Jaú, onde foi registrado boletim de ato infracional de homicídio doloso. O adolescente foi ouvido e segue à disposição da Justiça. É o sétimo homicídio neste ano em Jaú.
O homem foi socorrido pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado para a Santa Casa de Jaú. Os golpes atingiram o tórax e a cabeça da vítima. Por volta das 3h15 a vítima morreu. O velório foi realizado ontem em Mineiros do Tietê e o sepultamento ocorre hoje, às 9h, na necrópole municipal da cidade. 
Questionado, o menor teria informado que sofre de distúrbios psiquiátricos e que faz uso de medicação para dormir. No meio da noite, acordou, viu o pai no quarto e o golpeou com faca de cozinha que mantinha guardada embaixo de seu travesseiro. O adolescente teria explicado em depoimento que escondida a arma para se defender do irmão que já havia lhe agredido anteriormente. O irmão estava na casa e foi quem acionou o Samu e a polícia.
A Polícia Técnica foi solicitada para perícia no local. A faca foi apreendida para investigação.

Ocorrências

Este é o sétimo homicídio registrado no Município desde o início do ano, cinco a mais do que o total de 2017 para o período de janeiro a agosto. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, em 2016 foram contabilizados oito ocorrências dessa natureza até agosto.
Além disso, este é o quarto homicídio em que a vítima é morta a facadas. 
O caso entra para a conta dos mais de 60 mil registrados por ano no País. No entanto, apesar do alto número de ocorrências, somente 6% são solucionadas, segundo dados da Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública.  Em comparação com países como Reino Unido, França e Estados Unidos, o índice de solução dos casos apresenta diferença de até 84%.

 COMENTÁRIOS