...
PUBLICIDADE
09/10/2018

Higiene bucal começa desde cedo

Cárie não tratada pode atingir o canal do dente, criar um inchaço no rosto e provocar uma infecção generalizada

  
Higiene bucal deve ser feita desde as primeiras semanas da criança: saúde Divulgação

Ensinar as crianças a manter a higiene bucal em dia é questão de saúde, além de ser fundamental à prevenção de cáries. No entanto, muitos pais dizem que criar o hábito da escovação não é fácil, afinal, muitos pequenos não gostam dessa obrigação.
Os riscos, caso esses cuidados sejam negligenciados, podem ser muitos: desde mau hálito, aftas, cárie, inflamação da gengiva e sangramento frequente até endocardite bacteriana, que é uma infecção que afeta o coração da criança.
"Um sangramento na boca pode ser responsável por levar bactérias ao sistema sanguíneo, causando danos graves ao coração", avisa Simone César, odontopediatra da Clínica César. Além disso, uma cárie não tratada pode atingir o canal do dente, criar um inchaço no rosto e provocar uma infecção generalizada.
"Quando a criança sente dor de dente é sinal de que a cárie já está avançada. É preciso correr para o dentista, e não esperar piorar", orienta Fernanda Castro, dentista infantil. "Muitos pais deixam de tratar a cárie por acreditar que o dente de leite vai cair. É um grave erro", completa.
A gestora de qualidade Ana Carolina Tinen Ueda, 30 anos, tem dois filhos, Maria Tereza, de cinco anos, e Bento, de um ano de idade, e fala sobre como conseguiu criar uma rotina de higiene bucal com as crianças.
"Quando Maria Tereza tinha dois anos, ganhou muito chocolate na Páscoa e queria comê-los o dia inteiro, sem escovar os dentes depois. Mas eu e o pai ficávamos no pé dela e, hoje, ela adquiriu esse hábito. Já lembra sozinha de fazer a higiene bucal", conta Ana Carolina. "Já o Bento é mais agitado e ainda estamos em fase de adaptação. Não está sendo nada fácil", diz a mãe.
O ideal, segundo especialistas, é começar a escovação assim que o primeiro dente nascer. Assim, o bebê já se adaptará melhor. "E é comum os pais interromperem uma brincadeira ou um momento de descanso da criança para fazê-la escovar os dentes, o que faz com que ela não queira ir", diz Simone.
Para que o pequeno não encare a tarefa como uma obrigação, é preciso que os pais prestem atenção em alguns pontos e criem um clima divertido para o momento de realizar a higiene bucal. Uma dica preciosa para estimular as crianças é fazer da atividade uma brincadeira. "Música e histórias ajudam muito. Além disso, o exemplo dos pais é importante. É vendo os pais se cuidarem que os filhos vão querer repetir o processo, passando a escovar os dentes", diz a odontopediatra Simone.
Para Telma Cruz, fisioterapeuta, 40 anos, mãe de Gabriel, quatro anos, convencer o filho a escovar os dentes todas as manhãs é uma batalha árdua. "É uma briga! Ele fica muito preguiçoso e tenta me enrolar, para escovar só na escola. O que ajuda bastante é que a escova dele é do Batman, e ele adora", afirma. Telma conta que foi importante ter começado cedo a estimular a higiene bucal do filho, quando ele tinha só dois dentes. "Eu já os escovava, além da língua e do céu da boca", lembra ela.

De leite

A cárie dá sinais claros quando chega à boca da criança. "Ela pode surgir como pequena mancha na gengiva ou no dente. Em qualquer caso, é preciso ir ao dentista imediatamente", explica Fernanda Castro. Os dentes de leite começam a ser trocados por definitivos por volta dos 5 aos 7 anos.
"Essa fase pode ir até os 12 anos, quando o último dente de leite cai", complementa Simone. "Uma ilusão comum é achar que o dente de leite é mais fraco e, por isso, mais suscetível à cárie. Isso não é verdade. A criança que apresenta boa higienização bucal e que faz visitas regulares ao dentista dificilmente apresentará cáries."
Daniela Yano, odontologista, faz um alerta: "Muitos remédios têm açúcar na fórmula. Às vezes, as crianças tomam a medicação à noite e não escovam os dentes. O açúcar fica ali. Isso facilita o surgimento de cárie e dá a falsa ideia de que antibiótico enfraquece os dentes". (FOLHAPRESS)

Estimule as crianças

Dê o exemplo
A melhor forma de educar é sendo exemplo para os filhos. Se eles veem os pais escovando, vão reproduzir esse comportamento

Torne a atividade divertida
Incentive a criança a escovar os dentes de bonecos e brinquedos, assim, ela vai encarar a ação como mais leveza

Deixe que a criança escove seus dentes
Ao permitir que a criança escove seus dentes, você pode ir ensinando onde é importante caprichar mais. Feita a tarefa, escove os dentes dela

Conte uma história ou cante uma música
Entretenha a criança com uma música animada ou com uma nova história. Isso poderá estimulá-la a fazer a higiene bucal

Supervisione a escovação
A recomendação de especialistas é que a criança só conseguirá escovar os dentes sozinha quando já souber amarrar o cadarço do tênis. Até lá, o ideal é ter a supervisão de um adulto

Fonte: Simone César, odontopediatra 

 COMENTÁRIOS