...
PUBLICIDADE
10/10/2018

Bolsonaro diz não controlar apoiadores

  

Após relatos de agressões provocadas por seus apoiadores, o candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse lamentar os episódios, mas não ter controle diante da situação.
"Será que a pergunta não tem que ser invertida não? Quem levou a facada fui eu. É um cara lá que tem uma camisa minha, comete um excesso, o que eu tenho a ver com isso? Eu lamento, peço que o pessoal não pratique isso, mas eu não tenho o controle", afirmou ao ser questionado sobre atos de violência cometidos em seu nome.
A declaração do deputado federal ocorre dias depois de episódios de agressão de seus apoiadores terem sido registrados pelo País, como agressões a uma jornalista no Recife e a morte a facadas de um mestre capoeirista na Bahia, na madrugada de anteontem.
Romualdo Rosário da Costa, 63 anos, foi morto a facadas após uma discussão política. Ele estava em um bar no bairro do Engenho Velho da Federação, periferia de Salvador, quando discutiu com outro homem sobre a eleição presidencial.
Bolsonaro reconheceu a polarização da disputa presidencial, mas disse que o clima não está muito bélico. "Não ta tão bélico assim não. Está acirrada essa disputa, mas é só um caso isolado, a gente lamenta", acrescentou. (Folhapress)

 COMENTÁRIOS