...
PUBLICIDADE
09/01/2019

"Foi um prazer e uma honra"

  
Miguel Falabella: "Só amor e gratidão por este programa" Sergio Zalis/Globo

Apresentador dos mais antigos do “Vídeo Show”, Miguel Falabella, 62 anos, diz ter gratidão eterna pela atração, que comandou entre 1987 até o começo dos anos 2000, e entre 2015 e 2019. De acordo com ele, o tempo em que ele passou à frente do vespertino foi especial. O programa chega ao fim após 35 anos.
“Só amor e gratidão por este programa que ficou no ar por mais de 30 anos. Fui muito feliz. Agradeço ao Boni (José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, diretor) a oportunidade de ter me deixado capitanear o show por 15 anos”, disse, em depoimento em sua conta oficial do Facebook. No site Memória Globo, a informação consta que ele comandou o projeto por 14 anos.
O ator e apresentador se refere à sua primeira passagem. Há quatro anos, ele era convidado a voltar para o “Vídeo Show” para fazer os encerramentos, sempre com um pensamento e uma reflexão. “Voltei, homenageei meus amigos em Memória Nacional e agora sopro a vela, com toda a equipe, com o coração tranquilo. Foi um prazer e uma honra ter vivido o que vivi nesse programa”, destacou.
Apesar da baixa audiência, muitas mudanças no time e das constantes perdas do primeiro lugar para a Record no horário terem contribuído para o fim, Falabella diz não se importar com números. “Não sei de audiências, de mudanças, disso ou daquilo. Sei das relações que ali eu criei, da família que fomos um dia, numa casa atrás de tudo, no Teatro Fênix. Mas não choro seu fim. Há uma única constância no universo: a mudança. Vamos em frente! Obrigado, sempre!”, finalizou. (Folhapress)

 COMENTÁRIOS