...
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Promover Galo Run é boa ideia do XV de Jaú

18/09/2015
Gostei da ideia da Galo Run, corrida de rua que ocorrerá no dia 15 de novembro em comemoração do aniversário do clube. Como anunciou a sessão ‘‘Arquibancada’’ do Comércio na última quarta-feira, as inscrições para a corrida já estão abertas na internet.
É uma forma de homenagear o clube e ao mesmo tempo tentar, por meio dessas ações, fortalecer novamente na mídia a imagem do time em eventos que vão ao encontro dos torcedores. E também um caminho para o torcedor enxergar o clube de outra forma.
Vale a tentativa. É sempre positivo. A utilização de uma prova de rua foi uma boa sacada. O que espero é que mais eventos como esse aconteçam em Jaú porque hoje a cidade tem vários grupos de corredores que comparecem nesse tipo de competição.

Vôlei de praia

Foi pontual e correta a atuação da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) ao confirmar as duplas de vôlei de praia que vão defender o Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro no ano que vem. E foram justas as escolhas.
Alisson e Bruno Schmidt e Talita e Larissa garantiram vaga por liderarem o Circuito Mundial. A CBV escolheu, por critérios técnicos, Evandro e Pedro Solberg e Agatha e Bárbara Seixas. Ricardo e Emanuel e Juliana e Maria Elisa serão as duplas reservas.
A escolha aconteceu porque até o fim do ano não teríamos tantos torneios em que as pontuações pudessem alterar qualquer quadro atual. E também por questões de planejamento e organização das duplas no que diz respeito aos treinamentos para atingir o ápice na época dos Jogos do Rio.

São Paulo

A crise que se apimentou nos últimos dias no São Paulo é séria, política e economicamente. É uma briga eterna pelo poder dentro do clube. O que soa mal é a briga do presidente Carlos Miguel Aidar com empresários que poderiam ajudar o clube a sair do buraco em que se encontra.
Para piorar o quadro, as brigas se tornaram públicas nas últimas semanas e isso enfraqueceu ainda mais o ambiente no clube. Fato é que o São Paulo está perdendo uma grande oportunidade de mostrar para o mercado que ainda é um clube diferenciado e com modelo de gestão competente. O orgulho é tão grande que os dirigentes estão dando tiros nos próprios pés.